Você se formou, entrou no mercado de trabalho, mas não sabe o que fazer agora? Certamente o caminho mais lógico é continuar estudando, mas como? Qual é melhor: cursar uma segunda graduação ou pós-graduação?

Você não é o único que está com essa dúvida. É difícil saber o que o mercado vai exigir dos profissionais no futuro, então, essa escolha precisa ser muito bem pensada. A verdade é que tudo depende de como você quer trabalhar.

Vamos entender as vantagens e desvantagens de cada uma dessas opções? Acompanhe!

Vantagens da segunda graduação

A maior vantagem da segunda graduação é que ela insere você em um novo campo de conhecimento. Então, além de já contar com tudo que foi aprendido em seu primeiro curso, também é possível desenvolver novos conhecimentos e trabalhar em áreas que exijam a interação entre os dois campos.

Sem contar que, com dois bacharéis, fica mais fácil lidar com o trabalho interdisciplinar, que é uma tendência cada vez mais forte nos dias de hoje — principalmente na área da saúde. Então, se você gosta de trabalho em equipe, talvez essa seja uma boa opção.

Desvantagens da segunda graduação

Porém, como nem tudo são flores, uma segunda graduação não é algo fácil de se conseguir. A obtenção de segundo título, por mais que você elimine várias matérias, vai exigir mais de três anos de dedicação.

Além disso, será necessário pagar, mais uma vez, pela faculdade. Nesse caso, o problema fica um pouquinho maior: o Prouni não pode ser usado na segunda graduação e o FIES tem vagas restritas. Então, a solução é se planejar financeiramente, ter o dinheiro em mãos ou contar com um consórcio.

Vantagens da pós-graduação

Diferentemente da graduação, na pós você tem acesso a conteúdos mais práticos, normalmente voltados ao mercado de trabalho. Portanto, ela serve, basicamente, para você se especializar naquilo que já tem feito — por isso o nome especialização.

Como a pós-graduação é um curso mais dinâmico, normalmente as aulas são ministradas à noite ou em finais de semana em tempo integral a cada quinze dias. Com essas opções não é difícil encontrar um tempo disponível para estudar e, ainda assim, manter seu trabalho normalmente.

Desvantagens da pós-graduação

Apesar de a especialização ajudar você a trabalhar melhor dentro da sua área, ela tem pouca serventia para quem está fora do mercado de trabalho. Fazer uma pós-graduação sem ter onde aplicar os conhecimentos é um grande problema e o curso pode, inclusive, ser perdido.

Outro problema dessa opção é que a especialização não é relevante em todas as áreas do conhecimento. Alguns profissionais até fazem o curso para se sentirem mais aptos durante os trabalhos, mas essa não é uma real exigência e nem um verdadeiro diferencial para muitas vagas.

Agora que já falamos das vantagens e desvantagens de cada opção, é com você. Escolha entre a segunda graduação ou pós-graduação e continue seus estudos! O importante, quando se trata de educação, é nunca parar.

Para dar um passo adiante, que tal compartilhar este texto em suas redes sociais? Assim, você mostra para seus amigos que pretende continuar investindo em si mesmo e, talvez, até ajude aquela pessoa que ainda está indecisa com essa escolha.

Escreva um comentário