A busca pelo padrão de beleza ideal impulsiona o mercado para soluções e procedimentos estéticos para emagrecer. Novas tecnologias surgem em uma grande variedade de tratamentos para redução de peso e medidas. Você sabe quais são os melhores?

Neste artigo vamos explicar os principais e mais eficazes métodos para reduzir as gorduras corporais. Você vai saber como se livrar do acúmulo de camada adiposa com tratamentos que realmente funcionam. Quando associados a bons hábitos, esses procedimentos aceleram o emagrecimento e remodelam o corpo. Continue a leitura e escolha a melhor opção para você!

Criolipólise

Por meio de baixas temperaturas, congela a gordura localizada e mata as células adiposas. Um equipamento específico promove a sucção da gordura e por cerca de uma hora essas células são congeladas.

O procedimento rompe as células de gordura, chamadas de adipócitos, e o organismo entende que elas não fazem mais parte do corpo. Com isso, elas são eliminadas naturalmente pelas fezes e pela urina.

Em até 3 meses após a aplicação há redução de cerca de 20% da gordura localizada onde foi aplicado o procedimento. Os resultados são influenciados pela alimentação e pelo estilo de vida do paciente.

Lipocavitação

O procedimento é realizado por um aparelho que emite ondas de baixa frequência, que criam cavidades dentro das células de gordura. Isso causa o rompimento dessas células, que são eliminadas pelo sistema linfático.

Os resultados desse tratamento são notados progressivamente, sendo necessário realizar mais de uma sessão. O procedimento é indolor e também ajuda no combate à celulite. Exercícios aeróbicos após cada sessão são indicados para atingir os resultados esperados.

Radiofrequência

O procedimento é realizado com um laser especial, que eleva a temperatura da pele em até 42ºC. O laser atinge as camadas de colágeno e fibras musculares, queimando gorduras localizadas e proporcionando uma pele mais uniforme e saudável.

Esse tratamento compacta as células de gordura, deixando os adipócitos menores e reduzindo as medidas. É um método indolor e com resultados progressivos.

Lipolaser

São 36 lasers de diodo em placas que agem simultaneamente em um processo de perda de medidas acelerado. Esse é um dos procedimentos estéticos para emagrecer mais avançados. O laser atua quebrando triglicérides armazenados nos adipócitos, liberando-os das células para serem transportados pelo sistema linfático.

A perda no local aplicado pode variar de 2 a 8 centímetros. Além disso, o procedimento melhora o aspecto e a elasticidade da pele, além de eliminar as celulites. O indicado é que sejam realizadas duas sessões por semana durante um mês.

Eletrolipólise

A técnica reduz medidas pela estimulação da quebra da gordura. Uma corrente elétrica de baixa frequência é aplicada na área selecionada, aumentando a circulação e promovendo a quebra de adipócitos.

A corrente é transmitida por meio de agulhas de acupuntura colocadas na região tratada. As agulhas permitem que a corrente atue diretamente nas células de gordura, promovendo uma perda eficaz de medidas.

Termoterapia

Uma manta térmica envolve todo o corpo, promovendo a ativação do metabolismo celular. Com o calor, os tecidos consomem menos oxigênio, o que promove um efeito anti-inflamatório. O tratamento é indicado para quem tem grande quantidade de gordura localizada, pois permite a penetração do calor em grandes camadas de tecido adiposo.

Os tratamentos oferecidos favorecem bastante a mudança do corpo sem a necessidade de uma cirurgia plástica ou uma lipoaspiração. A tecnologia ajuda muito pessoas a mudarem a realidade de seus corpos para que se sintam plenas e realizadas.

O que é preciso saber é que procedimentos estéticos para emagrecer devem ser feitos em conjunto com uma mudança na alimentação e na rotina de atividades físicas. Se o sedentarismo e os hábitos ruins no cardápio não forem eliminados, a gordura vai voltar a aparecer.

Agora que você já sabe quais são os melhores procedimentos estéticos para emagrecer, o que acha de nos seguir nas redes sociais e ficar por dentro de outros artigos como este? Estamos no Facebook, no Twitter, no YouTube, no Instagram, no LinkedIn e no Google+.

Escreva um comentário