Na realidade, quando o assunto é as instalações elétricas, não é raro encontramos projetos de todos os tamanhos repletos de problemas técnicos. As razões são muito diversas indo da falta de planejamento à contratação de profissionais duvidosos.

Eventuais erros cometidos nas instalações elétricas podem trazer graves consequências: sobrecarga do sistema, curtos, choques e até incêndios. As preocupações sobre esse tema são tantas que a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, divulga periodicamente estatísticas visando alertar sobre acidentes elétricos no país.

Nos próximos parágrafos, selecionamos alguns dos problemas mais comuns relacionados à instalação elétrica bem como orientações sobre como lidar com eles e garantir maior segurança. Confira!

Falta de um projeto elétrico

Para que as instalações elétricas sejam eficientes e seguras é necessário que elas sigam um projeto elaborado por profissionais capacitados na área. Diversos aspectos são abrangidos por esses projetos a exemplo da divisão dos circuitos, dimensionamento dos cabos, melhor localização para interruptores e tomadas, entre outros fatores.

Além da segurança, a falta de um projeto bem estruturado poderá impedir até mesmo o recebimento de indenizações por parte da seguradora. Afinal, as causas foram as instalações inadequadas.

Falta de aterramento

Órgãos de fiscalização e de segurança sempre alertam para a obrigatoriedade do aterramento em qualquer tipo de instalação elétrica. Esse item é o principal responsável por garantir a proteção na condução de descargas pelas instalações, assegurando de forma eficiente contra choques.

Além disso, o aterramento visa evitar que eletrônicos e eletrodomésticos queimem em decorrência de alguma sobrecarga. A instalação do fio terra deve ser feita em qualquer lugar em que houver circuitos elétricos, isso é válido, até mesmo, para os pontos mais simples relacionados à iluminação.

Profissionais não qualificados

Optar por contratar um profissional com pouca qualificação para serviços de instalações elétricas apenas gera prejuízos. A velha história do ‘barato sai caro’ cabe muito bem aqui. Uma dica interessante na hora da escolha é ver se o profissional já fez algum curso técnico ou específico na área ou, ainda, em quais locais ele já prestou assistência.

Além disso, ao proceder dessa maneira você valorizará o profissional que se capacitou para fazer um serviço de qualidade e, claro, terá a certeza de que aquilo que está sendo realizado será feito de acordo com as normas e respeitando sempre a segurança.

Condutores inadequados

Dimensionamento incorreto de disjuntores e fios ou uso de condutores elétricos não adequados à proposta do projeto podem provocar problemas graves envolvendo o superaquecimento das instalações e curtos.

Na maior parte das vezes, isso ocorre quando um disjuntor é instalado acima da capacidade dos condutores. Como consequência, não há a proteção correta dos cabos. Esse ponto é muito sério e precisa de toda a atenção, uma vez que, em situações graves, isso poderá resultar em incêndios.

Material incorreto

Esse é outro aspecto em que optar por coisas mais baratas podem gerar prejuízos muito maiores no futuro. O problema é que ao fazer isso, a pessoa compra itens inadequados ou que sequer tenham certificação apontando que estão de acordo com as normas técnicas, aspectos que influenciam significativamente no desempenho do projeto e na segurança.

Sempre considere que é muito melhor prevenir o problema do que consertá-lo. Sendo assim, na fase de planejamento para uma instalação elétrica em residências, nunca deixe de lado a seleção de materiais de qualidade.

Por fim, seja qual for o plano, o ideal é que ele seja estruturado em torno de três pilares: planejamento e projeto, materiais de qualidade e profissionais qualificados. Ao considerar esses aspectos, dificilmente algo sairá errado.

Então, agora que você conferiu nossas orientações e dicas para instalações elétricas seguras, aproveite e curta nossa página no Facebook e o nosso canal no Youtube para ficar por dentro de mais dicas como essa e várias novidades!

Escreva um comentário