Durante um bom tempo, comprar um terreno era uma questão de ter ou não um teto para morar. Você procura por algum espaço, busca uma boa localização e constrói sua casa, sem nenhum mistério. Porém, com a expansão imobiliária de edifícios, a tendência de construir uma residência do zero é cada vez menor. Quem busca moradia dá preferência a empreendimentos já prontos.

Ainda assim, essa compra vai muito além da conquista de um novo lar. Afinal, é possível construir um empreendimento, um negócio ou mesmo uma moradia para aluguel. E o mercado imobiliário é um investimento muito sólido, se você souber como ele funciona. Em outras palavras, terrenos são um investimento. Alguns deles com alto nível de retorno financeiro no médio e longo prazo.

Nesse caso, vale a pena comprar um terreno? Descubra a resposta para esta pergunta logo abaixo.

Por que comprar um terreno?

O ramo imobiliário ganhou bastante força nos últimos anos, o que inclui também a compra e venda de terrenos. O mercado amadureceu e é mais acessível para novos investidores. Se você quer começar a negociar ou pretende fazer um investimento aqui, saiba que é uma boa oportunidade para começar.

Veja, a seguir, algumas das vantagens que ele oferece hoje em dia.

Menor custo no longo prazo

Todo investimento gera custos ao longo do tempo, mas o que determina se ele foi ou não positivo é o retorno que ele proporciona. Porém, para quem precisa manter os custos sob controle enquanto espera um investimento de longo prazo dar frutos, ter um custo de manutenção bem baixo é sempre a melhor opção.

Nesse ponto, os terrenos são bem vantajosos. O custo que eles geram para você tende a ser bem pequeno. No máximo, o IPTU anual, consumo mínimo de energia e manutenção do sistema de água. Com menos gastos, você pode economizar no seu investimento enquanto espera ele crescer.

E, para completar o benefício, a compra do terreno custa bem menos do que um imóvel completo. Você pode fazer seu investimento inicial agora e complementá-lo sem dificuldade para melhorar sua rentabilidade.

Várias opções de uso

Diferentemente de outras aquisições, como um carro ou imóvel pronto, comprar um terreno é um investimento mais versátil e flexível. Você pode construir um imóvel residencial, um prédio com apartamentos, um centro comercial, deixar que alguém faça a construção e cobrar apenas o aluguel da área depois, entre muitas outras opções. Depende apenas do que apresentar maior rentabilidade e do seu objetivo com o investimento.

Em alguns casos, nem é necessário gastar nada além da compra do espaço. Um novo locatário pode utilizá-lo como achar melhor, sem responsabilizar você financeiramente pelo que ele faz. Basta explorar suas opções e ver quais delas são mais rentáveis e ainda estão alinhadas com o que você busca.

Possibilidade de valorização

Um dos grandes diferenciais da compra de terrenos é que, se você souber o que procurar, ele pode aumentar de valor com o tempo sem que você precise investir mais nada. Uma propriedade que custou R$500.000 pode ser valorizada e chegar a R$550.000 no futuro, um aumento de 10% em relação ao investimento original.

Isso acontece por causa de mudanças no mercado, investimentos públicos no espaço urbano e alterações na oferta e demanda pelos terrenos. Com alguma pesquisa e ajuda, você pode encontrar vários terrenos a caminho de uma valorização.

Além disso, mesmo que não haja nenhum crescimento externo, você ainda pode investir no próprio terreno, construindo algo, reformando e melhorando a fundação de forma geral. Isso também contribui com a valorização e pode, facilmente, compensar o tempo e custo iniciais.

Investimento sólido e bem seguro

Considerando que não há coisas como desastres naturais no Brasil e você pode escolher um local com infraestrutura adequada para evitar acidentes, é bem difícil ter um grande prejuízo ao comprar um terreno. No máximo, você terá que diminuir suas perdas vendendo a propriedade novamente, o que já será bastante eficiente.

Felizmente, esse não costuma ser o caso. Desde que você saiba no que está investindo e consiga um retorno razoável no longo prazo, terá uma forma de renda para toda a vida e um bom recurso de emergência. O investimento inicial é alto, mas a estabilidade que ele proporciona compensa bastante.

Você pode pedi-lo de volta

Quando alguém fala em adquirir um terreno, é bem comum que você conclua que ela vai construir uma casa para morar. Como já dissemos, esse nem sempre é o caso. Você pode criar uma casa para alugar e receber sua renda com o tempo. Porém, como a propriedade é sua, nada impede de negar a renovação do contrato e ficar com o terreno de novo.

Sim, o proprietário sempre pode pedir um espaço alugado de volta, seja qual for a razão. Em geral, isso é especificado no contrato, para que as duas partes possam entrar em um acordo antes que tudo aconteça. Ninguém precisa ser despejado de surpresa, afinal.

Desde que haja um aviso prévio e tudo dentro do terreno seja de sua propriedade, você pode, daqui a alguns anos, voltar para esse local e morar lá, ou usar o espaço comercial para si mesmo. Nunca se sabe quando você vai precisar de um espaço assim, não é?

Dicas para adquirir um terreno

Então, você pretende fazer esse investimento? Lembre-se: o mais importante é estar bem informado e ter um plano. A ajuda de um especialista aqui pode ser bem útil. Confira algumas dicas para garantir que você está fazendo um bom negócio ao comprar um terreno.

Pesquise o histórico da propriedade

Apesar da maior regulamentação do ramo imobiliário hoje em dia, não é incomum encontrar alguns anúncios suspeitos. Condições de pagamento mirabolantes, promessas irrealistas, condições de preservação suspeitas, antigos proprietários não registrados, entre outras coisas. É importante estar atento a esses casos, pois você não vai querer investir seu dinheiro em um terreno de baixa qualidade.

Pesquise bem a empresa responsável pelo loteamento do terreno. Veja as referências dos que já foram lançados anteriormente e, se possível, vá visitá-los, para verificar as condições. Loteamentos irregulares geralmente não estão preocupados com o que será construído pelo novo proprietário, portanto, verifique bem a documentação exigida antes de fechar a compra.

Escolha a localização mais atraente

Boa parte da decisão de comprar um terreno vem da sua localização. Ao avaliar o espaço, o valor dele será principalmente afetado pela atratividade do bairro e da rua, já que não deve haver nenhum prédio, casa ou estabelecimento ainda. Uma propriedade em local pouco atraente pode ser mais barata, mas vai atrair menos pessoas e renderá menos a longo prazo.

Confira bem a região em que o terreno está situado. Isso vai determinar se ele vai passar por um processo de valorização, estabilidade ou desvalorização. Caminhe pelas ruas e avenidas próximas; veja se a iluminação favorece o local, tanto de dia quanto à noite; observe bem a infraestrutura.

Lembrando que terrenos próximos de hospitais, estações de metrô e trem e com bons serviços nas redondezas são mais propensos à valorização — e, via de regra, mais caros.

Cuidado com as irregularidades

Assim como o histórico do terreno, você também deve procurar possíveis irregularidades na administradora, por parte do antigo proprietário e na forma como o espaço é usado. Caso haja algo de errado aqui, a responsabilidade pode cair sobre você assim que fizer a compra. Especialmente se for um problema jurídico.

É importante ler com atenção a documentação do terreno. Verifique também informações junto aos órgãos ambientais (para saber se ele não ocupa uma área de mananciais, por exemplo) e com prestadores de serviços públicos, como as companhias fornecedoras de água e energia elétrica. A matrícula individual é outro recurso que ajuda a sinalizar se a ocupação é regular ou não, porque aponta todo o histórico do bem.

Busque a melhor relação custo x benefício

Sabe aquela velha máxima: o barato sai caro? Então, ela também se aplica na hora de comprar terreno. Um preço baixo pode representar uma área ruim, com má localização ou que, simplesmente, custará mais caro para construir qualquer coisa. O que você deve buscar são preços que estejam abaixo da média em relação à qualidade total da propriedade em questão.

Desconfie de preços muito convidativos. Mais uma vez, observe bem o bairro e as condições. Se possível, faça cotações de outros terrenos na mesma região, para ver se o preço é condizente. Avalie as vantagens e desvantagens e, claro, as condições oferecidas para compra. Às vezes, um valor muito abaixo do mercado pode sugerir um problema futuro. Portanto, fique atento.

simule-um-consórcio-de-imóvel
Realize o sonho da casa própria com o consórcio

Com essas informações, você já está mais bem preparado para fazer a sua pesquisa e comprar um terreno para investir. Se quiser mais dicas, assine nossa newsletter e receba os nossos melhores conteúdos em primeira mão diretamente em sua caixa de entrada.

Escreva um comentário