Muitas pessoas têm o sonho de conquistar a casa própria, principalmente, para se verem livres do aluguel. Porém, nem todos têm disciplina para guardar dinheiro todos os meses. Portanto, fazer um consórcio de imóveis em 2019 é a melhor solução para essas (e muitas outras) pessoas.

Fazer um consórcio para conquistar a casa própria é a melhor saída. Mas, infelizmente, poucos sabem que essa modalidade de compra é um dos caminhos mais procurados por garantir um investimento seguro.

Para que você entenda melhor, separamos seis razões para fazer um consórcio de imóvel. Confira e aproveite para realizar o seu grande sonho.

1. Não há cobrança de juros na aquisição do imóvel pelo consórcio

Quando se compara o consórcio imobiliário com o financiamento ou outras formas de investimento em bens, uma das suas principais vantagens é poder efetuar o pagamento das parcelas sem juros.

Acrescenta-se, apenas, uma taxa de administração nas parcelas. E ela é consideravelmente mais baixa do que os juros aplicados nas demais modalidades de crédito.

Isso significa que, ao compararmos o consórcio com outras formas de pagamento a prazo, o valor pago ao fim do período de quitação certamente será mais baixo. Tal benefício faz do consórcio uma excelente opção de investimento em longo prazo.

2. Existe uma diversidade de opções para a aquisição

O consorciado tem a possibilidade de investir em imóvel comercial, residencial ou até mesmo em um imóvel na praia. E pode ser novo ou usado. Além disso, pode escolher um terreno, construção ou reforma residencial ou comercial. Para adquirir mais de uma carta de crédito, uma análise prévia do cadastro será necessária.

Se pretende obter mais de uma carta para a aquisição do mesmo imóvel, você vai precisar ter todas as cotas no mesmo grupo.

Essa modalidade de compra é tão flexível que pode ser utilizada até para quitar o financiamento imobiliário quando o imóvel estiver hipotecado ou alienado ao banco.

3. Consórcio de imóveis é investimento seguro

Somente as administradoras que têm autorização do Banco Central (BC) podem gerenciar grupos de consórcio, pois ele é o órgão responsável pela regulamentação desse setor.

Então, a dica é sempre fazer uma pesquisa antes de entrar em um consórcio de imóveis e conhecer o histórico da administradora.

4. Você não precisa dispor de um valor de entrada

Diferentemente dos valores requisitados por instituições financeiras, o consórcio não exige esse pagamento.

Também não há a necessidade de comprovar renda ao aderir a essa modalidade de compra, somente quando você for contemplado.

5. O seu poder de compra é garantido

O seu poder de compra é mantido assim que você entra em um consórcio, uma vez que o valor da carta sofre reajuste anualmente.

O índice de reajuste é combinado no contrato e serve de base para as atualizações. Logo, enquanto não for contemplado, você consegue ter tranquilidade.

6. Há a possibilidade de utilizar o FGTS

Você pode usar o FGTS para amortização ou liquidação do saldo devedor, oferta de lances, pagamento de parcelas do consórcio ou contemplação da carta de crédito (quando o imóvel que você desejar for mais caro do que o valor da carta de crédito).

A administradora pode realizar esse processo ou sugerir uma instituição financeira para esse propósito desde que seja conveniada a ela. É fundamental estar sempre atento aos pré-requisitos, tirando dúvidas diretamente com a administradora .

Fazer um consórcio de imóveis em 2019 é uma ótima ideia para quem deseja adquirir a casa própria mas não consegue ter disciplina financeira. O consórcio é um bom investimento em longo prazo, pois não tem os juros cobrados pelo financiamento. No momento de escolher a administradora para fazer o seu consórcio, busque uma que seja autorizada pelo Banco Central para não correr riscos.

Ficou interessado e quer fazer o seu consórcio imobiliário? Então, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer os nossos serviços.

Escreva um comentário