Em um sistema de consórcio a compra do bem para sorteio entre os participantes depende do pagamento de todos os consorciados. Por isso, quando um cotista atrasa ou deixa de pagar suas mensalidades, o grupo inteiro é prejudicado.

Sabendo que imprevistos financeiros acontecem, impossibilitando a quitação das contas em dia, reunimos neste post tudo o que você precisa saber sobre as consequências do atraso na parcela do consórcio.

Quais são as penalidades para quem atrasa o valor da parcela do consórcio?

Os atrasos referentes às prestações de um consórcio geram uma série de consequências. Veja quais são as implicações da falta de pagamento!

Pagamento de juros e multa

Ao atrasar as parcelas, o cotista fica praticamente obrigado a realizar o pagamento de juros e multas, sendo 1% de juros moratórios ao mês e 2% de multa sobre o valor das mensalidades atrasadas.

No entanto, nas melhores empresas, a incidência de juros e multa só ocorre quando o participante do grupo já foi contemplado. Isso porque a penalidade para os consorciados que ainda não foram sorteados é, justamente, a não participação nos sorteios mensais.

É importante destacar que, mesmo nas maiores administradoras, os atrasos excessivos — superiores a 3 prestações — podem acarretar danos maiores, como o cancelamento da cota.

Impossibilidade de obter a carta de crédito

Nas assembleias ocorrem os sorteios mensais, que determinam o ganhador da carta de crédito.

Como os inadimplentes perdem o direito de participação, se por acaso forem sorteados, não poderão levar o crédito, o que adiará ainda mais a conquista do bem.

Impedimento de participação em lances

Além da restrição com relação aos sorteios, a falta de pagamento também impede a oferta de lances. Isso significa que o cotista não pode antecipar sua contemplação.

Para que a participação se normalize, o consorciado deve quitar seus débitos até a data de vencimento da parcela.

Inclusão do nome em cadastros de maus pagadores

Dependendo da situação, a administradora também pode se reservar ao direito de incluir o nome do participante em cadastros de maus pagadores — como o Serasa e o SPC.

Com o nome sujo, o crédito do cotista fica automaticamente comprometido, dificultando a vida do devedor.

Perda da carta de crédito

Nos casos em que a pessoa foi contemplada e tem muitas prestações em atraso ou uma dívida antiga como, por exemplo, duas parcelas em aberto de 1 ano atrás, a administradora se reserva ao direito de retirá-la do consorciado.

Quando isso acontece, a empresa convoca uma assembleia extraordinária e coloca em votação o que deve ser feito com a carta de crédito, ou seja, se ela permanecerá com o cotista ou se será retirada dele.

Se a perda da carta de crédito ocorrer, o consorciado precisará aguardar por uma nova contemplação para, enfim, ter a chance de adquirir seu bem.

Expulsão do grupo

Em algumas situações de inadimplência, é possível que se decida pela expulsão permanente do participante do grupo. Nesse cenário, o cotista não poderá mais contar com a carta de contemplação. Isso significa que ele precisará adquirir uma nova cota para conseguir o bem via consórcio.

Além disso, é interessante salientar que o consorciado expulso do grupo precisa esperar para reaver os valores investidos. Ele não recebe o valor integral de imediato. Isso porque as taxas de administração do consórcio são deduzidas da quantia paga anteriormente.

Perda do bem dado como garantia

Por fim, a penalidade mais grave de um atraso no pagamento do consórcio é a efetiva perda do bem. Ela acontece quando o consorciado foi contemplado, usou a carta de crédito e teve o bem dado como garantia de que continuaria pagando as prestações.

Após um determinado tempo de atraso — geralmente 60 dias — a administradora ganha o direito de executar as garantias acordadas em contrato, como tomar o bem para resgatar o dinheiro das mensalidades que não foram pagas.

Como negociar parcelas atrasadas?

Acompanhe o que pode ser feito para negociar as parcelas e evitar a perda do consórcio.

Organize o seu orçamento para reconhecer a sua situação

Atrasar as mensalidades do consórcio normalmente significa que algo não está funcionando no planejamento financeiro.

Quem passa por uma grande turbulência nas finanças, como a perda de um emprego, ou costuma ter um descontrole de gastos, geralmente passa por essa adversidade.

Diante dessa situação, o melhor a se fazer é entender quais são os ganhos e as despesas mensais. Em seguida, calcular com o que mais se gasta e, por fim, planejar um orçamento que contemple o pagamento da parcela.

Entre em contato com a administradora rapidamente

O participante que atrasa por mais de 2 meses já fica passível de exclusão do grupo. Se isso ocorrer, o cotista deve pagar multa e valores relacionados aos possíveis prejuízos causados aos outros participantes.

Por isso, o ideal é entrar em contato com a administradora antes mesmo de o atraso acontecer. Isso dá uma boa margem para negociação e evita a expulsão.

Negocie a diluição do valor do consórcio atrasado

Administradoras sérias e de qualidade, como a Embracon, farão o máximo possível para ajudar o consorciado que está com problemas para quitar os pagamentos em atraso.

Entre as soluções, é viável, por exemplo:

  • pedir abrandamento dos juros e multas;
  • solicitar a isenção dos juros e multas, em caso de pagamento à vista;
  • negociar a diluição do que é devido entre as parcelas restantes.

Considere diminuir o valor da carta de crédito

Depois de quitar ou acordar o total atrasado, é importante considerar a redução da carta de crédito.

Ao adquirir um bem de menor valor, as prestações e o risco de inadimplência serão bem menores. Porém, essa opção só é possível antes contemplação.

O que fazer para evitar que atrasos aconteçam?

Em alguns casos, o atraso das parcelas pode, sim, ser evitado. Para isso, é indispensável contar com um planejamento financeiro que já é bem sucedido.

O primeiro passo para isso é compreender que as parcelas do consórcio não devem comprometer mais do que 30% da renda mensal, pois essa margem garante a segurança do pagamento.

Além disso, é necessário saber abrir mão de supérfluos para rearranjar o orçamento e evitar a perda do consórcio e do dinheiro já investido.

O que fazer ao ser sorteado mesmo com parcelas em atraso?

Quando um participante é sorteado e tem débitos com a administradora, sua contemplação não é validada. Isso porque os cotistas que estão em dia com suas obrigações não podem e não devem ficar em desvantagem.

Como você deve ter percebido, atrasar as parcelas do consórcio trazem consequências que vão do pagamento de juros e multas à perda do bem.

Por isso, é fundamental manter-se em dia com as mensalidades. E procurar a administradora rapidamente, caso as finanças saiam do eixo. Assim, juntos, poderão encontrar uma alternativa para a quitação dos valores.

Gostou de saber o que acontece se houver atraso na parcela do consórcio? Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Então, assine a nossa newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Leia também:

Quais são os resultados ao desistir do consórcio?
Saiba como é feita a correção da carta de crédito do consórcio

8 Comentários

  1. José carlos Vieira Responder

    Tenho o consórcio embracom com 6 prestações atrasadas liguei para a ml Gomes que esta responsável pela cobrança para negociar e a mesma informou que tenho que paga as 6 prestações de uma so vez . Pois bem se não paguei uma de cada vez foi por problemas financeiros falta 8 prestações para terminar o meu consórcio 6 estão vencidas e 2 a vencer ja paguei mais de 95% do valor do consórcio e agora estão ameaçando buscar o carro. Quero negociar de forma amigável mais se for necessário entrarei na justiça por juros abusivos uma .aguardo retorno.

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi José, como vai?
      Vamos fazer assim, contata o nosso SAC através do 0800 889 0999 / 4003-9999 e caso você tenha uma proposta para pagamento pode nos passar e vamos direcionar para a cobrança, tudo bem?
      Espero seu contato 🙂

  2. Estou a 10 dia de atraso com minha parcela. Se for sorteado e pagar as parcelas eu pego o valor do prêmio?

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Josw! Quando não regulariza seu pagamento até o vencimento, não participa da assembleia mensal, impossibilitando a suas chances de contemplação. Por isso, é importante que sempre pague suas parcelas até a data de vencimento. E a segunda parcela com 12 dias de atraso a cota é automaticamente cancelada. 😉

  3. Marcelo Carvalho Responder

    Boa noite, gostaria de saber o vencimento da parcela é dia 15 caiu na sexta feira só paguei na terça feira dia 19 , o sorteio foi dia 20 pela loteria federal e a assembleia de lance é 21 , fui sorteado tenho direito do crédito ?? Digo contemplação ?

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Marcelo! Como vai? Para que possa ter direito a participação nas assembleias é necessário que o pagamento de sua parcela seja feito até a data de vencimento. Caso contrário, é desclassificado. 😉

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Luciana! Tudo bem?

      Uma parcela com 42 dias de atraso a cota será automaticamente cancelada.

Escreva um comentário