Escolher a melhor empresa de consórcio entre as diversas opções disponíveis no mercado é um ponto importante para fazer um negócio com condições diferenciadas e que proporcione vantagens para o consorciado.

Diante disso, antes de adquirir uma cota, é indicado realizar pesquisas e comparar com atenção o que cada empresa de consórcio oferece. Pode considerar pontos como credibilidade, tempo de atuação e confiança conquistados ao longo do tempo no mercado.

Neste artigo, vamos falar sobre o tema e abordar o que é importante considerar antes de tomar a decisão final e fechar contrato, a fim de evitar prejuízos e manter a saúde financeira em dia. Continue a leitura para conferir!

Como escolher uma boa empresa de consórcio?

O primeiro passo para escolher a melhor opção de empresa de consórcio do mercado é pesquisar se a administradora tem autorização do Banco Central (BC) para funcionar.

Esse é o órgão responsável pela regulamentação e fiscalização das práticas do mercado de consórcios.

É comum a formação de grupos de consórcio informais entre amigos e/ou familiares. No entanto, eles são considerados ilegais, uma vez que não têm autorização, nem respaldo do BC.

Também é preciso analisar se a empresa está apta a formar grupos de consórcio: pode acontecer de a administradora ter autorização, mas não estar apta a abrir novos grupos, devido a alguma divergência ou mesmo a informações que ela deixou de prestar para o BC, por exemplo.

Onde encontrar informações sobre as empresas do mercado?

Antes de fechar negócio, é importante buscar o máximo de informações possíveis e confiáveis sobre as empresas da área.

Para isso, é indicado levar em consideração aspectos como tempo de fundação, histórico da empresa, número de consorciados ativos, canais de atendimento que a administradora disponibiliza, entre outros.

Uma dica é consultar sites como o Reclame Aqui, onde pode-se obter informações sobre a satisfação dos clientes, assim como a maneira com que a empresa se relaciona com essas pessoas: assistências, prazos e taxas de resposta.

A credibilidade das empresas também pode ser conferida por meio de um ranking fornecido pelo próprio BC, divulgado mensalmente.

Quais são os pontos importantes a serem observados?

Cláusulas do contrato

Antes de escolher uma empresa de consórcio, é essencial que o consorciado tome conhecimento do contrato e verifique seus direitos e deveres junto à administradora.

Todas essas informações estão presentes nas cláusulas do contrato a ser assinado.

Por isso, o ideal é tomar ciência antes da assinatura, para que possa estar mais seguro sobre o consórcio.

A proposta de adesão, chamada de preâmbulo, deve conter todas as informações da cota, com seus dados cadastrais e também as informações do bem que está sendo comprado.

É preciso informar desde a taxa de administração até o prazo contratado e o crédito adquirido.

Toda administradora é obrigada a entregar o regulamento no ato da venda e esclarecer todas as dúvidas do contratante.

Esteja atento a itens como prazos, valores, possíveis reajustes, parcelas lineares ou decrescentes.

Reputação dos vendedores

Outra dica relevante é prestar atenção no vendedor e conferir se ele é um profissional com conhecimento para fazer uma boa negociação. E, ainda, se é um representante oficial ou vendedor de uma administradora autorizada.

É fundamental que ele seja certificado por empresa autorizada, para que tenha o direito de atuar em seu nome. Isso evitará possíveis prejuízos para o cliente.

Solidez e credibilidade da empresa

É fundamental encontrar uma empresa com solidez e credibilidade para a realização de um negócio mais seguro.

Procurar por informações sobre condições de trabalho, prêmios e selos oferecidos no mercado pode ajudar.

Ter atendimento rápido e suporte em diferentes lugares do Brasil é um ponto bastante positivo nesse sentido. Sendo assim, busque por empresas que ofereçam opções como números 0800 de centrais não terceirizadas, o que confere um atendimento personalizado.

É fundamental ter canais eficientes para assessorar o interessado em fazer consórcio.

Pensemos no consórcio de imóveis: normalmente, não é algo que se compra muitas vezes ao longo da vida. Por isso, pode ser que gere muitas dúvidas quanto aos documentos necessários, onde eles devem ser tirados, como regularizar o IPTU, etc.

O consórcio de um imóvel pode ser:

  • urbano ou rural;
  • comprado na planta;
  • para reforma;
  • somente o terreno.

Em outra categoria também muito buscada, a de automóvel, o valor pode ser usado para troca de veículocompra de um seminovomoto, caminhão e até veículos aquáticos ou embarcações que tenham chassi e documentação.

Enfim, são várias possibilidades para usar o valor, o que pode gerar mais dúvidas ainda no cliente.

Praticidade no fornecimento de informações

Como dissemos, é essencial que o consorciado tenha acesso fácil na hora de esclarecer dúvidas que podem surgir ao longo do tempo do contrato.

Sendo assim, é indicado dar preferência para empresas que consigam suprir essa necessidade e que realizem o acompanhamento constante de cada cliente.

Uma forma de ter mais praticidade e autonomia no fornecimento de informações é o acesso online, que pode facilitar ― e muito ― o cotidiano do consorciado.

Isso é algo relevante em todas as etapas do consórcio, inclusive após a contemplação do cliente.

A possibilidade de ter acompanhamento com um mesmo consultor desde o momento em que é contemplado até o final do processo evita ruídos na comunicação, torna o atendimento mais pessoal e humanizado e, com isso, deixa o cliente mais seguro.

Capacidade financeira do consorciado

A capacidade financeira do consorciado é muito importante para garantir que ele faça o melhor negócio, sem comprometer seu equilíbrio orçamentário.

Mais do que simplesmente vender, é preciso fazer um levantamento de perfil e encontrar a opção mais confortável para o consumidor.

Para isso, o cliente precisa conhecer bem a sua capacidade financeira de investimento, a fim de se planejar para adquirir um investimento futuro. É preciso se planejar para destinar um orçamento mensal ao consórcio, seja para imóvel ou automóvel.

O indicado é que o investidor não ultrapasse 30% da renda mensal total.

Neste artigo, falamos sobre a importância de fazer uma escolha certa da melhor empresa de consórcio, assim como os pontos mais relevantes que precisam ser levados em consideração nesse momento.

Com uma boa pesquisa e uma análise criteriosa, é possível encontrar empresas sólidas e que se preocupem em oferecer negócios atrativos para seus clientes.

Se quiser saber mais sobre o tema e tirar dúvidas relevantes sobre consórcio, entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!