Os tipos de lances no consórcio ainda não são muito bem compreendidos por boa parte dos consorciados ou mesmo por aqueles que cogitam ingressar em um. Afinal, é essencial saber como devem ser realizadas as ofertas para obter a tão esperada carta de crédito. Além disso, é preciso entender o que pode ser feito para antecipar as parcelas ainda em aberto.

Em primeiro lugar, é fundamental destacar que existe mais de um tipo de lance. Simultaneamente, existem algumas maneiras de estruturar a sua oferta.

Continue a leitura deste artigo, pois trataremos desses e de outros pontos importantes aqui. Entre eles, a possibilidade de dar um lance com recursos do FGTS, as condições que determinam o lance vencedor. E quando fazer a sua oferta para ter mais chances de ser contemplado. Confira!

Quais são os tipos de lances no consórcio?

O lance em consórcio, de modo geral, se refere a um adiantamento das parcelas para que o consorciado possa adquirir o crédito contratado. Vejamos quais são os principais deles:

Lance livre

Entre os tipos de lances no consórcio, o mais praticado e conhecido é o lance livre. Nesse caso, como o nome sugere, o consorciado pode ofertar o valor que desejar.

Teoricamente ele poderia dar um lance que varia entre 1% e 100% da carta de crédito. Mas, geralmente, existe um valor de lance mínimo (10% da carta de crédito, por exemplo). O ganhador será a pessoa que oferecer o maior lance do dia.

Na verdade, os lances equivalem a uma quantidade específica de parcelas que o consorciado resolve pagar antecipadamente para reduzir o seu tempo de espera.

No caso de empates, a administradora terá que usar critérios para definir o ganhador. Esses critérios vêm registrados no contrato de adesão.

Lance fixo

Vamos considerar primeiramente o lance fixo. Nesse tipo de lance a administradora estipula um valor fixo, que corresponde a um percentual X do valor da carta de crédito (30% do valor total, por exemplo). Assim, em um consórcio imobiliário cujo imóvel seja estimado em R$ 200 mil, o valor do lance fixo seria de R$ 60 mil.

Daí surge uma pergunta: se o lance é fixo e todos os consorciados oferecem o mesmo percentual, como haverá um ganhador?

A administradora estabelece critérios para definir o ganhador. Uma das possíveis formas é realizar um sorteio somente com as pessoas que oferecem o lance fixo. Nesse caso, trata-se de outro sorteio, e não do sorteio comum em que todos os consorciados participam sem a necessidade de oferecer lance.

faça-um-consórcio
Simule um consórcio

Lance embutido

O lance embutido é um recurso feito pelos cotistas a fim de avolumar o montante pago, aumentando a possibilidade de ser contemplado ao final de cada mês com a carta de crédito.

Essa é uma forma de lance que o cliente dará mesmo não tendo o dinheiro em mãos. O lance dado tem como base o valor que já foi efetuado nas parcelas mais o lance embutido, que é um valor “hipotético” para elevar o seu lance.

No entanto, quando dá esse tipo de lance, o consorciado espontaneamente reduz o valor do seu consórcio. Por exemplo: se em um consórcio de veículo que tem um valor total de R$ 50 mil o cotista dá um lance embutido de R$ 10 mil, ele tem sua contemplação gerando uma carta de crédito no valor de R$ 40 mil.

Lance com recursos do FGTS

A utilização do FGTS em consórcio fica restrita a bens imóveis. Então, caso a sua carta de crédito seja destinada a aquisição de um automóvel, nada feito!

Na ocasião do lance, propriamente, o cliente poderá apresentar um extrato do seu FGTS e manifestar a intenção de utilizar esses recursos para o lance.

Atualmente, 100% do fundo de garantia poderá ser utilizado para o abatimento de prestações em consórcios ou financiamentos imobiliários.

No entanto, convém sempre ficar atento às regras estipuladas pelo governo. As disposições legais têm mudado com frequência. Então, é sempre importante checar o que é válido ou não.

Em consórcio de imóveis, o participante poderá usar o FGTS — inclusive como lance embutido. Nesse caso, o consorciado precisará apresentar à administradora sua condição financeira em relação ao fundo.

Se a carta de crédito vale R$ 250 mil e você usar R$ 50 mil dos recursos do FGTS como lance, por exemplo, a administradora libera R$ 200 mil para a aquisição do imóvel. Isso acontece porque o total ofertado no lance é pago diretamente ao vendedor. No entanto, é importante ressaltar que não há desconto, e o cotista comprará um imóvel de R$ 250 mil.

Algumas pessoas acham que o benefício não deve ser considerado lance embutido, mas um lance à parte, já que não há redução no valor da carta de crédito. Todavia, como se trata de uma estratégia utilizada por consorciados que não apresentam dinheiro o suficiente no momento, outros consideram o uso do FGTS como um lance embutido, pois não há o giro de dinheiro em espécie.

Quais são as vantagens do lance embutido?

Esse lance é uma estratégia que, de acordo com a situação, pode muito útil. No entanto, assim como toda tática financeira, essa é uma tomada de decisão que precisará de um bom planejado. Confira agora os principais benefícios do lance embutido em consórcios.

Aumenta as chances de contemplação

Vamos dar um exemplo prático: ao dar um lance máximo de 30%, você aumenta as chances de crescer a sua oferta e, consequentemente, de ser contemplado.

No entanto, como a economia vem enfraquecida, pode ser mais complicado ter todo esse dinheiro livre de uma só vez. Nesse caso entra o lance embutido, que é uma forma prática para realizar uma ótima oferta no consórcio.

Além de não precisar depender apenas dos sorteios, com essa opção o cliente terá mais chances de ser contemplado e adquirir seu bem rapidamente.

Permite a complementação

Por falar em ter dinheiro guardado, o consorciado deve saber que é aceitável complementar seu lance embutido com recursos próprios. Além de ser uma forma de alavancar sua oferta e vencer as demais, essa tática acelera ainda mais a contemplação. E permite que você adquira o seu bem em menos tempo.

Aproveita boas condições

Imagine que você encontrou exatamente o veículo ou o imóvel que vinha procurando com preço excelente e condições de pagamento favoráveis. Seria bem frustrante não poder adquiri-lo só por não ter o dinheiro em mãos, certo?

O lance embutido é uma escolha favorável também nessa ocasião. Isso porque, por meio dele, o consorciado pode conseguir sua carta de crédito e aproveitar a oferta.

Dá livre acesso aos participantes

Qualquer participante do grupo de consórcio pode utilizar o lance embutido, inclusive oferecendo o mesmo valor que você. Isso significa que só ofertar um lance nessas condições não garante a contemplação.

O que determina o lance vencedor?

O lance vencedor é aquele que representa o montante equivalente ao maior número de parcelas ou ao maior percentual da carta de crédito.

Nas assembleias, as ofertas costumam ficar em sigilo, até serem reveladas de forma simultânea. Na ocasião de empates, as administradoras podem propor aos consorciados a oferta de um lance adicional. Ou então, simplesmente, realizar um sorteio entre eles, de modo a determinar o vencedor.

Quanto a isso, é importante salientar que a contemplação fica condicionada à disponibilidade financeira da administradora. Em outras palavras, o montante de recursos em caixa somado ao lance do consorciado deve ser suficiente para a aquisição do bem.

Caso contrário, o lance não será recebido pela administradora e o consorciado permanece pagando normalmente suas prestações. Essa e outras condições sempre merecem ser averiguadas no contrato firmado entre as partes.

Caso o consorciado esteja em atraso com suas parcelas e seja sorteado, deverá quitar tudo o que estiver atrasado para conseguir receber sua carta de crédito.

Para evitar que isso aconteça, é interessante destacar a importância de o consorciado fazer um planejamento financeiro para não ficar em atraso com o consórcio. Além disso, sempre que possível é preciso ter alguma reserva para fazer lances competitivos ou até mesmo antecipar parcelas.

Como conhecer o perfil do seu grupo?

Analise o perfil do seu grupo para planejar seus lances. Solicite à sua administradora do consórcio um extrato com os últimos lances ofertados. Assim, terá uma ideia do valor médio que tem sido oferecido como lance.

Dessa forma você pode planejar o seu lance e fazer uma aposta mais segura. Lembre-se: mesmo que não tenha sucesso na primeira tentativa, o valor nunca é perdido e pode-se tentar novamente ao longo do ano.

simule-um-consórcio-de-carro
Simule um consórcio de carro

Quando fazer o lance?

Agora que você já sabe quais são os tipos de lances no consórcio e o que determina a oferta vencedora, podemos ir mais a fundo no tema. Vamos discutir outra questão importante: quando fazer o lance?

Em linhas gerais, podemos dizer que existem momentos mais oportunos para isso. Tenha em vista que, nos primeiros meses de consórcio, há um grande número de participantes esperando a carta de crédito.

Ou seja, as chances de apresentar um lance vencedor são menores, pois várias pessoas podem estar em busca do mesmo objetivo. Caso o consorciado não queira entrar em “concorrência”, é interessante aguardar alguns meses até apresentar seus primeiros lances.

Ao mesmo tempo, é importante participar de todas as assembleias que puder. Ao conhecer o valor médio dos lances oferecidos, o consorciado terá uma estimativa interessante para basear sua oferta.

Lembre-se que muitas administradoras trabalham com lances sigilosos, de modo que um consorciado que desconhece os valores praticados pode apresentar uma oferta muito acima do necessário — situação que não é um problema em si, pois há o abatimento nas parcelas.

Quais são as diferentes formas de efetuar o pagamento do lance?

Muitos consorciados que desejam ser contemplados com mais rapidez ficam na dúvida na hora de oferecer o lance. A ordem geral é que o cotista mantenha a calma, observe o seu grupo, participe das assembleias, estude o histórico de lances e analise a quantidade de participantes do consórcio.

A chance de ser contemplado tanto por sorteio aleatório quanto oferecendo lances,  são bem maiores em grupos que já estão em andamento. Portanto, se o consorciado puder escolher, é aconselhável dar prioridade a esses grupos. Se a sua oferta for baixa, é melhor aguardar alguns meses e juntar mais dinheiro.

Escolha a época do ano

O ideal é que o lance seja de 30% a 50% do valor total da carta de crédito. Mas sempre é importante observar as estatísticas do seu grupo de consórcio. No entanto, se você não tiver essa quantia, opte pela época do ano em que a concorrência costuma ser mais baixa, como é o caso de dezembro, janeiro e fevereiro. Nesses meses, as pessoas estão preocupadas com gastos como presentes de Natal, IPVA, IPTU e matrícula escolar.

Não gaste todo o seu dinheiro

Também evite usar todo o seu dinheiro dando lances. Bens como um carro ou um apartamento, por exemplo, exigem gastos além do valor da compra. Custos com documentação, reforma e contratação de seguro também devem ser levados em consideração.

O importante é que o consorciado, como já foi dito, faça os cálculos e escolha o melhor momento e o valor adequado para ofertar o lance embutido. Em muitas ocasiões, essa modalidade pode ser realmente vantajosa, pois antecipa a contemplação e facilita o acesso a um bem importante, como um imóvel ou mesmo um veículo.

Em resumo, no momento em que o consorciado tem sua contemplação anunciada, ele recebe uma carta de crédito. É esse documento que lhe dará direito de adquirir o serviço ou o bem desejado. Vale ressaltar que nem sempre para ser contemplado e receber a sua carta de crédito do consórcio o consorciado precisa depender exclusivamente da sorte. A alternativa pode ser a oferta nos tipos de lances no consórcio que melhor se enquadram no seu perfil.

Conseguiu entender um pouco mais sobre os tipos de lances no consórcio para tomar a melhor decisão e realizar o seu sonho? Então assine a nossa newsletter para ficar por dentro de outros conteúdos como este e ter acesso a mais informações sobre consórcios, finanças e afins!

8 Comentários

  1. Boa noite , me desculpa mais ainda não consigo intender muito sobre isso tudo pois quando eu fez uma carta de credito de uma moto
    o negocio foi bem mais simples !
    não sei porque tanta complicação mais tudo bem vou analisar todos os assunto e ver oque reaumente é viàveu

    AT: Gilberto

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Marlene! Tudo bem? Sim, é possível transferir o consórcio para outra pessoa. Entra em contato com nossa central pelo 0800 889 0999 ou 4003 9999, e receberá o procedimento completo de como deve ser feito. 😉

  2. Bom dia. Tenho um consórcio de valor R$26.000,00 já paguei 42 parcelas de 80 e apesar dos inúmeros lances, ainda não consegui ser contemplado.
    Tenho um carro avaliado em R$38.000,00 e gostaria de comprar outro no valor de R$70.000,00.
    Como devo proceder?

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Fabricio. Tudo bem?

      Entra em contato com nossa central de atendimento, para que possamos ver como esta sua cota e te passar a média de seu grupo. 😉
      Pode ligar no 0800 889 0999 ou 4003 9999.

  3. Olá,
    fui contemplada através do lance embutido, gostaria de saber como fica as próximas parcelas do consórcio e o saldo devedor.

    • Amanda Goncalves Responder

      Oi, Pricila! Tudo bem? Meus parabéns pela contemplação! 😀

      Liga na nossa central de atendimento, no 0800 889 0999 ou 4003 9999, para que seja analisado como ficou a suas parcelas, ok?

Escreva um comentário