Categoria

Finanças Pessoais

Categoria

8 motivos para você morar perto do trabalho

Quando se fala em mudar de casa, muita gente logo associa essa ideia à necessidade de ter mais espaço ou à vontade de reduzir os custos de manutenção do imóvel. No entanto, uma das razões que mais impulsiona essa vontade de trocar de endereço é o desejo de morar perto do trabalho. Isso porque cada vez mais as pessoas se preocupam em ter qualidade de vida. Logo, querem evitar transtornos com rotina corrida, dificuldades de locomoção, atrasos no emprego causados por fatores externos e por aí vai. E é para mostrar todas as vantagens que essa decisão acarreta que listamos 8 motivos para considerá-la. Acompanhe! 1. morar perto do trabalho ajuda a Reduzir despesas com locomoção diária Uma das maiores vantagens de morar perto do trabalho é reduzir as despesas com locomoção, especialmente se faz uso do transporte público (ônibus, metrô, trem etc.) — o que requer desconto do vale-transporte no seu salário ou…

Confira 5 melhores práticas para pagar um consórcio

Existem algumas formas de adquirir bens e imóveis, e pagar um consórcio é uma delas, assim como o financiamento e a compra à vista. As diferenças entre consórcio e financiamento são claras: o primeiro geralmente é mais barato, mas é possível que você demore um pouco mais para obter o bem. Muitas pessoas utilizam o consórcio não apenas para comprar carros, mas também motos, caminhões, casas e até eletrodomésticos. Independentemente do objetivo, é importante manter as obrigações financeiras em dia ao adquirir uma cota. Quer saber como fazer isso? Confira neste post as melhores práticas! Como pagar um consórcio? Caso você não esteja conseguindo arcar com o pagamento das mensalidades do consórcio, há algumas opções para não ficar inadimplente: tente vender sua cota para alguém interessado. O valor fica à sua escolha, mas o importante é não continuar com a dívida; veja se é possível alterar o valor da sua carta de crédito, o que diminuirá o valor das…

Quitação de financiamento: como usar a carta de crédito?

O financiamento é uma forma muito comum de aquisição de bens de maneira imediata. Você saiba que a carta de crédito do consórcio pode ser usada para a quitação de financiamento? Vamos começar do princípio. O financiamento funciona por meio da contratação de empréstimos junto a instituições financeiras, porém com o pagamento de juros bastante significativos, que podem chegar a 17,5% ao ano. Essas taxas elevadas acabam dificultando, a longo prazo, a quitação de financiamento. Por outro lado, o consórcio é uma opção para aquisição programada. Pessoas interessadas na compra do mesmo bem formam um grupo e essa soma de esforços possibilita que ele seja adquirido sem a necessidade de pagamento de juros. Mas, o que pouca gente sabe, é que a carta de crédito de um consórcio pode ser utilizada para a quitação do financiamento de um carro, imóvel ou equipamento. Ficou interessado? Quer se livrar das altas taxas…

6 coisas que você precisa saber sobre a parcela do consórcio

A composição das parcela do consórcio deve ser muito bem compreendida por parte de quem pensa em ingressar em um grupo para aquisição de um novo imóvel ou veículo. Afinal, saber para onde vai o seu dinheiro é fundamental para estabelecer um laço de confiança junto à administradora. Nesse sentido, algumas perguntas são muito frequentes, como: são cobrados juros ou taxas nas parcelas? quais são os tipos de cobrança? como os valores são reajustados? como acontece o abatimento após o lance?  quem fica inadimplente perde o investimento? Neste post, respondemos a essas e outras perguntas sobre a parcela do consórcio. Não deixe de conferir! 1. O que está incluído nas parcela do consórcio? Em primeiro lugar, é fundamental esclarecer o que está incluído na parcela do consórcio. Além da fatia correspondente à carta de crédito, o que mais deve ser contabilizado? Quanto a isso, devemos esclarecer que a grande maioria dos consórcios trabalha com uma…