Criado na década de 60 por um grupo de funcionários do Banco do Brasil, o consórcio nasceu devido à falta de oferta de crédito direto ao consumidor para a compra de automóveis. Por ser uma das modalidades de compra mais vantajosas e inteligentes que existe, ela se consolidou no mercado e segue, desde então, sendo um grande sucesso no Brasil.

Contudo, um problema que sempre inquieta os adeptos da modalidade está, justamente, nas formas de contemplação. Isso porque o participante precisa ser sorteado para adquirir o bem, o que pode levar algum tempo.

Se essa é uma situação que desperta ansiedade, respire fundo, nós temos uma boa notícia: é possível aumentar suas chances de contemplação. Não sabia disso? Então, saiba como aumentar as chances de contemplação no consórcio de carro!

Como ocorre a contemplação em um consórcio de carro?

Existem 3 formas distintas de contemplação: sorteio, fim do consórcio ou lance.

Os sorteios acontecem mensalmente e o cotista pode levar sua carta de crédito a qualquer momento do consórcio, ou seja, do primeiro mês de contrato ao último.

A contemplação ao fim do contrato ocorre quando o consorciado não é sorteado antes da finalização do grupo.

Já a contemplação por lances depende de investimento do participante, pois necessita dos seus recursos próprios.

Como são feitos os sorteios?

Ao contratar um consórcio, o participante recebe um número para participar dos sorteios mensais. Durante as assembleias, o número de cada consorciado é inserido em um globo e o 10º número sorteado é o contemplado.

Caso o participante não esteja em condições de receber a carta de crédito no momento — não esteja em dia com os pagamentos — o 9º sorteado será o ganhador, e assim por diante.

É importante destacar que, independentemente do número de parcelas já pagas, a pessoa sorteada terá o direito de receber o crédito contratado. No entanto, cabe lembrar que todo cotista que já recebeu o bem precisa continuar pagando a mensalidade até o fim do consórcio.

Como são feitos os lances?

Todos os meses a administradora do consórcio separa um determinado número de cartas de crédito para os participantes que se dispõem a dar lances.

Os lances podem ser divididos em 4 modalidades, que variam de acordo com as condições ofertadas pela administradora e com o que foi preestabelecido durante a adesão do contrato.

Veja quais são os tipos de lances existentes em um consórcio de automóveis logo abaixo.

Lance fixo

O lance fixo precisa ser equivalente ao número de parcelas antecipadas que o contrato exige para a modalidade. Isso significa que, na documentação do consórcio, existe um percentual fixado para esse tipo de oferta.

A definição desse percentual é de 25% ou 50% do total da carta de crédito adquirida.

Quando mais de um cotista oferta o mesmo percentual, a administradora realiza um desempate de acordo com critérios informados no contrato.

Lance livre

O lance livre é simples de entender. Isso porque ele funciona como um leilão, ou seja, ganha quem oferecer o maior percentual de antecipação com relação ao crédito contratado.

No entanto, é interessante dizer que não é possível cobrir os valores oferecidos pelos outros consorciados. Isso porque cada cotista entrega sua oferta em segredo para a administradora.

Lance limitado

O lance limitado é o máximo permitido por lance na proposta. Assim como acontece nos outros tipos de ofertas, se existir mais de um participante disposto a ofertar o valor máximo, há desempate por sorteio.

Lance mínimo

Além desses 3 tipos, há também o lance mínimo, que segue o que está disposto no contrato vigente. Se a oferta admitida pela administradora for de 15% do valor do veículo, e ninguém fizer um lance livre maior, o cotista que oferecer os 15% ganha a carta de crédito.

É importante salientar que o lance mínimo é uma estratégia extremamente arriscada e, portanto, não recomendada. Isso porque, quem dá lances, geralmente faz ofertas bem maiores que o mínimo determinado em contrato.

Como aumentar suas chances de contemplação no consórcio de carro?

Como vimos, o sorteio é uma forma de contemplação que depende da sorte do consorciado. Caso o cotista não queira depender somente da sorte, a única saída é optar pelos lances.

Diante disso, reunimos neste tópico o que você pode fazer para que seu lance tenha mais chances de sair vencedor da assembleia.

Entenda a dinâmica dos lances

Como você já deve saber, as chances de contemplação são maiores ao dar lances porque o número de concorrentes é inferior ao do sorteio mensal, visto que nem todos do grupo participam.

Antes de decidir o valor que será dado no lance, é necessário compreender a dinâmica utilizada pelas administradoras para determinar os vencedores das disputas.

Portanto, fique atento ao funcionamento de cada modalidade e lembre-se de que, ao decidir pelo lance livre, você terá de se preparar financeiramente para fazer a oferta mais alta que puder, aumentando as chances de contemplação.

Estude o grupo

A maneira mais eficiente de conquistar a carta de crédito pretendida por meio de um lance livre é acompanhar as assembleias e analisar as propostas que já foram feitas. Isso mostrará o perfil dos ganhadores e qual é a quantia média ofertada pelos cotistas do grupo.

Outro aspecto que deve ser estudado para se obter sucesso no lance é ter um objetivo bem definido. Assim, se o intuito é conseguir o bem dando um lance baixo, o ideal é encontrar um grupo que já esteja em andamento.

O motivo é simples: quando um consórcio acaba de iniciar, muitas pessoas já têm uma quantia guardada para fazer ofertas altas, tornando quase impossível a contemplação de um lance baixo.

Em contrapartida, no grupo em andamento já não há mais tanta disputa, o que torna os lances mais baixos, aumentando as chances do consorciado se dar bem com uma quantia menor.

Fique de olho na época do ano

Uma questão para qual poucas pessoas se atentam é a época em que o lance será feito. No fim do ano, por exemplo, os participantes geralmente oferecem lances maiores.

Sendo assim, fica claro que os meses de novembro e dezembro são mais concorridos e menos propícios à contemplação. O ideal, portanto, é investir nos meses em que todos estão atribulados com as contas — janeiro ou após o carnaval, por exemplo.

Como você deve ter percebido, essas ofertas podem aumentar muito as chances de um consorciado ser contemplado. Por isso, é fundamental avaliar as modalidades de lances previstas em contrato e prestar atenção aos que forem realizados por outros cotistas, para perceber qual valor é mais provável de sair vencedor em uma disputa.

Além disso, também é essencial que o participante conheça a fundo as condições presentes no contrato e as regras da administradora escolhida. Caso algo não tenha ficado claro, entre em contato com a administradora para esclarecimentos. Isso evitará qualquer mal entendido e dor de cabeça futura.

Gostou de saber como aumentar as chances de contemplação no consórcio de carro? Então assine a nossa newsletter e prepare-se para receber nossos conteúdos em primeira mão!

simule-um-consórcio-de-carro
Simule um consórcio de carro

Leia também:

Consórcio de carros usados vale a pena?
Pensando em comprar um carro? Saiba o que levar em consideração

Escreva um comentário